terça-feira, 4 de novembro de 2014

TRAVESSIA DE OUTONO NO DELTA DO VOUGA (25 e 26 de Outubro)

... ou seja, na Ria de Aveiro!

O recuo do mar que ocorreu desde o séc XVI terá estado na origem desta construção geográfica que constitui indubitavelmente uma das mais belas paisagens do mundo.

Nela, encontramos cordões dunares, planos de água, refugio e habitats de inúmeras espécies. Tem sido também plataforma de actividade económica, de práctica desportiva e de atracção turística.

Percurso Sábado
A Associação Kayaking for the People organizou e fez o chamamento - várias dezenas de canoistas compareceram.

Mesmo no fiinal de uma cansativa semana laboral, chegamos ao parque de campismo da Barra, na véspera da chegada do horário de Inverno. Assim beneficiámos de mais uma hora de luz e, na noite seguinte, de mais uma hora de repouso. Montámos o estendal do campismo, extraímos as rolhas do tinto e, depois do jantar, houve castanhas com jeropiga!

Na manhã de Sábado, a partida deu-se no Jardim Oudinot , junto ao antigo bacalhoeiro Sto André que durante 50 anos cruzou o Mar do Norte.

Plenos de sol e quase sem vento, rumámos ao sul, entrando no braço onde percorremos em passeio, cerca de 10 kms até à Vagueira.

Após o pic-nic regressamos, contra a maré, mas com o sol a favor! A ponte da Barra foi construída há 35 anos com projecto do Eng. Edgar Cardoso. Foi num banco de areia branca, junto à ponte, que tivemos direito a uma sessão de praia em àgua limpa e quentinha, mesmo antes do regresso.

Como sempre, tivemos um jantar de alto gabarito, lá no Delta do Vouga.



A manhã de Domingo chegou, solarenga, depois de uma noite descansativa e dilatada em uma hora..

Entrámos na água e seguimos a maré descendente até ao cais de pesca onde redireccionámos para a cidade: vamos entrar nos canais urbanos da Veneza Portuguesa. O nivelamento do caudal é permitido por uma eclusa que eleva os aquanautas e os liberta nas hidro-avenidas onde o trânsito intenso faz lembrar algumas metrópoles asiáticas (mais coisa menos coisa!!). Navegámos até ao mercado do peixe e, depois, pelo canal principal até à fábrica da cerâmica – actualmente convertida em sede de serviços públicos – sempre observando a cidade, as embarcações, os passeantes e os garridos moliceiros turísticos.

Percurso Domingo
Canoista que se preze, tem sempre um objectivo em mente quando pagaia: a refeição que se segue. Assim, para esse nobre fim, utilizámos um jardim com estacionamento para kayaks que simpaticamente existe na boca da fábrica das cerâmicas convertida ao uso autárquico.
O caminho inverso foi disfrutado com o igual prazer que a ida. Transitámos, novamente, a eclusa e iniciámos uma marcha contra a corrente da maré: quem corre por gosto não cansa! Atracámos no mesmo local onde se dera a partida – mas agora com a maré subida.

E o sol sempre no céu a brilhar.

Mais imagens AQUI!

Até à próxima!!








terça-feira, 28 de outubro de 2014

CIRCUITO MAGICAM 2014 DE KAYAKSURF E WAVESKI

A etapa de 2014 do maior espectáculo do mundo está encerrada e os resultados, homologados pela Federação Portuguesa de Canoagem, estão publicados.

É com muita alegria, orgulho e admiração que felicitamos todos os nossos amigos que fizeram este conjunto de provas desportivas: organizadores, patrocinadores e atletas. É graças a eles que o nosso país e a "nossa" modalidade se tem afirmado pelo rigor organizativo e nível desportivo.

O futuro? O futuro é termos mais atletas; o futuro é conseguirmos melhorar ainda mais o nivel técnico; o futuro é continuarmos a ser uma referência em termos de divulgação.

Especificamente, para a RPF, o futuro é tornarmo-nos um pontinho maior no mapa.





The 2014 stages for the greatest show on earth are over  and the results approved by the Portuguese Canoe Federation, are approved.

It is with great joy, pride and admiration that we congratulate all our friends who made this set of sporting events: organizers, sponsors and athletes. Only thanks to them our country and "our" sport has been stated by organizational rigor and sports.

The future? The future is to have more athletes; the future is to improve the technical level; the future is to continue to play an important role in spreading the sport..

Specifically, for the RPF team, the future is to become a bigger dot on the map.

quarta-feira, 8 de outubro de 2014

GUN

It is not an innovation, but for us it is a novelty: we finally presented GUN, the IC from RPF. 

We shapped, shaved, we added material, scratched again, polish the thing and so on. Then it was necessary to scrape further, equating weaknesses, and plan to apply reinforcements. 
We set up its balance, gravity issues and user settings. 

Finally, a prototype was produced in order to test for specific parameters. But when the entire kayak came out of the water in one piece and the paddler had this HUGE SMILE,  there could be only one verdict: the machine is ready! 

You can not, please everyone (nor is it intended to) but surely this kayak will be a benchmark in its segment! 

In this brief presentation of GUN, the most important word is "heart." A kayak has an "inert" component, composed of all the materials that it is done and the mathematical and physical rules that must be obeyed to (sometimes!!). However, this object is much more than that. Much more. 

For us, much of this sport weis an emotional and subjective component: the passion we feel when sliding; the adrenaline burning in the drop and speeding; the feeling of self-accomplishment that touches us when we maneuver and reverse the direction like a pendulum and go through the water; and finally the love of life that comes from surviving a spin! For the record, designing a kayak, and in this case, the GUN, is a process full of desires, doubts, in short: emotions. The development of the Gun was also the establishment of affinity with the machine and have no doubt that the Gun has its own life and the intrinsic ability to be an instrument of HAPPINESS! 

From a purely mercantile view, an IC is a product for those seeking the characteristics of a longer kayak and without keels and / or for those who want to have a second kayak for different experiences. 

Well, from now on, the RPF Family is more complete!


shape
prototype
logo


have FUN @ RPF GUN





Não é uma inovação, mas para nós é uma novidade: estamos finalmente em condições de apresentar GUN, o IC da RPF.

Shapou-se, raspou-se, acrescentou-se material, voltou-se a tirar, voltou-se a por. Depois, foi necessário raspar ainda mais, equacionar fragilidades, aplicar reforços e planificar as forças.
Afinou-se o balanço, o centro de gravidade e a fixação do utilizador.

Finalmente, produziu-se um prototipo com o intuito de testar parâmetros especificos. Mas quando o kayak saiu inteiro da água e o utilizador trazia um sorriso de orelha a orelha, o veredicto estava feito: a máquina está pronta!

Não se consegue, nem se pretende agradar a todos, mas seguramente este kayak vai ser uma referência no seu segmento!

Nesta resumida apresentação do GUN, guardamos uma palavra importante para o "coração". Ou seja, um kayak tem uma componente "inerte", composta pelos materiais de que é feito e pelas regras matemáticas e físicas a que deve obedecer. Porém, este objecto é muito mais do que isto. Muito mais.

Neste desporto depositamos muito de nós do ponto de vista subjectivo e emocional: a paixão que sentimos ao deslizar; a adrenalina que nos queima ao dropar e ao acelerar; o sentimento de autorealização que nos aflora quando manobramos, invertemos a direcção como um pêndulo e nos debruçamos sobre a àgua; e, por fim o amor à vida que resulta de sobreviver a uma centrifugação! Para que conste, a concepção de um kayak, e, neste caso, do GUN, é um processo replecto desejos, dúvidas, em suma: de emoções. O desenvolvimento do Gun foi também o establecimento de afinidade com a máquina e não temos nenhuma dúvida de que o Gun tem vida própria e a capacidade intrinseca de ser um instrumento de FELICIDADE!


Do ponto de vista puramente mercantil, um IC é um produto para quem  busca as características próprias de um surfkayak mais longo e sem patilhoes e / ou para quem quer ter um segundo kayak para experiencias diferentes.

Pois bem, a partir de agora, a Família RPF está mais completa!




quinta-feira, 22 de maio de 2014

1ª CONCENTRAÇÃO BUEU EM KAYAK DE MAR

Como diz a música do Rui Veloso, é mais o que nos une do que o que nos separa!

Subir ao Norte, atravessar o Minho e entrar na Galiza já tem, para nós, um sentido especial, pois tem o significado de ir ao encontro de amigos, conhecer gente extraordinária e, sobretudo, passar excelentes momentos a pagaiar numa região excepcional.

Após uma desgastante semana de trabalho a viagem custa um bocadinho, mas o "para onde vamos" fornece adrenalina que chegue para o esforço da deslocação.

Já passava da meia noite quando chegámos ao Camping Limens de onde se avistava o reflexo de uma lua cheia sobre a Ria de Vigo com as Cies ao fundo. Silenciosamente montámos as tendas e entrámos em modo de carregamento de baterias.

No Sábado, acordámos cedo e, depois de um pequeno almoço composto por leite dos Açores e sandes de banana da Madeira, pirámo-nos para Bueu na Ria de Pontevedra.


A Galiza é linda. Mistura paisagem rural, com urbana; relevo montanhoso e rochoso com enseadas de areira branca; zonas de grande densidade de população e locais onde não há massificação. As suas àguas transparentes trazem-nos todas as cores que é possivel o mar ter.

Chegamos a Bueu, encontramos amigos e conhecemos ainda mais. A malta dos kayaks é malta fixe.





Após um briefing em que se apresentou o percurso e o protocolo de segurança, o grupo entrou na àgua.
Sem mais detalhes, costeámos para sudoeste, brincando com correntes entre calhaus onde possivel, contornando o Cabo Udra até entrarmos na Ria de Aldan. 













A Ria de Aldan é relativamente pequena e serve de abrigo às embarcações a a clubes de canoagem que aí treinam. Neste passeio apenas se aflorou à entrada desta ria, mas noutra ocasião, com a KayakingForhtePeople, tivemos oportunidade de pagaiar ao longo das suas margens. Em ambas, a paisagem é linda, intercalando enseadas de areia branca, quase inacessíveis, com floresta e rocha que entram pelo mar dentro.



 Desde aí, olhando o horizonte, avistamos Cies a Sudoeste e Ons a noroeste. Que ninguém morra ou fique inválido sem antes visitar estas paisagens!
Nota importante: em Aldans há umas empanadilhas que parecem ter feito um pacto com o diabo....! :-)
Sem entrar nesta pequena ria, acostamos para um imperativo repasto.

O regresso faz-se mais pelo largo, apreciando um dia solarengo e quase sem vento. A passagem pela ilha de San Clemente foi um enviezamento que custou a alguns, mas valeu a pena pela beleza extraordinária que se avistou... e também pela paragem para descansar e passear!


Após uns 28 quilometros paleando (remando + parlando) juntamo-nos para a foto de família e fomos atacar uns deliciosos pinchos acompanhados por fresquíssimas Estrellas e 1904's.
Já era Domingo quando recolhemos ao Camping Limens. Subitamente as luzes apagaram-se.

No Domingo a jornada foi dedicada à aprendizagem e treino técnico. Experimentámos todos os kayaks e pagaias disponiveis, ensaiamos entradas, sculling. A excelente equipa técnica corrige-nos pormenores e dá-nos pistas que fazem toda a diferença no sucesso das manobras. Ter boa forma física ajuda, mas um posicionamento correcto permite a execucão técnica eficaz - e faz parecer os movimentos fáceis.

Despedimo-nos com vontade de ficar mais uns dias, mas as oportunidades não faltarão!




quarta-feira, 6 de novembro de 2013

RPF KAYAKS: HAVING FUN WORLD WILD


2013 IS ALMOST GONE!
Some of us are thinking in ice cold kayaksurfing; other think in some winter sea kayaking.
Hey! We're a couple of months away from Christmas! So this is the time to have some ideas for some new toys & gear!

OUR ONLINESHOP: .... kaput!
- So this was the perfect opportunity to reset the whole thing. We've established the new structure and step by step we will be adding new usefull, fun and affordable stuff.

KEY BRANDS
Besides our kayaks we have great refrences suchs as the exceptional Onda Wetsuits, Gath helmets, and Thule Watersports transport gear; Ophion Paddles and AEE's Magicam.

MAGICAM
We've managed a wild promo for the SD19, till the end of the year. Not to waist this! 

WHAT'S NEW?
We'll bring some interesting and usefull acessories soon. More than this, we'll present an european company. Midland is well known for some exclusive comunications gear that we have been asked. But also they have an extraordinary concept of actioncams, the XTC. This is wild! Soon we'll have news on this.

NEW MARKETS
So we've arrived to Denmark with an amazingly superb pack of Surf and Sea Kayaks. New Sit on Tops will soon be sent to the UK and the demo fleet will also grow. Our Sit On Tops are arriving Israel any time now and also we are working to some very enthusiastic customers from the USA.
Thank you averyone and we hope we are up to your highest expectations!

RPF Sit On Top
Lightweight Sit On Top Finned High Performance SurfKayaks.
No more be afraid of getting stuck under a kayak!

Guys, remember remember this: life is happier when you ride a kayak!


Ricardo Ribeiro, Portuguese Sit On Top 2013 Champ
surfin' on a Sit On Top RPF Shark

A maior parte do ano já passou! 
Alguns pensam já em surfadas geladas, outros em travessias invernais em kayak de mar - e todos pensam no Natal! Está na hora de pensar como vamos artilhar os nossos kayaks para a época festiva e fria que se avizinha! Vamos combater o clima pessimista!

A nossa loja online: .... kaput!
- Foi a oportunidade para renovar a plataforma e a estrutura de produtos. Pouco a pouco estamos a colocar mais itens na loja de forma a termos uma oferta útil, mais completa e tendo sempre em mente que deve estar ao alcance de todos os bolsos.

Marcas
Enquanto complemento aos nossos Kayaks, continuamos a ter como referência a excepcional qualidade dos fatos da Onda, os capacetes Gath, o equipamento de transporte da Thule, as pagaias da Ophion e as Magicam da AEE.

Magicam:
Conseguimos, para a SD19, uma irresistivel promoção até ao fim de ano! Aproveitem!

Novidades:
Para além de alguns acessórios interessantes, muito úteis e excepcionalmente acessíveis vamos apresentar uma marca europeia, provavelmente já conhecida por muitos e que tem uma gama muito interessante de produtos. Trata-se da Midland! Este fabricante tem produtos exclusivos na área das comunicações que irão certamente ao encontro de algumas solicitações que temos tido, bem como um extraordinário conceito de action cam: as XTC. Em breve faremos a apresentação!

Novos mercados:
Estreámos uma representação na Dinamarca, onde já está um conjunto de kayaks simplesmente lindíssimos, representantes dos segmentos de Surf e Travessia. Estamos a terminar novo material para o Reino Unido para satisfazer as solicitações da RPF Kayaks UK e reforçar a frota para demonstrações. Deve estar a chegar a Israel um conjunto dos Sit On Top Shark e Masters que irão abastecer o mercado dessa região. Apesar da distância, temos recebido muito entusiasmo dos Estados Unidos para quem já estamos a trabalhar!

RPF Sit On Top
Kayaks de Surf Ultraleves, super resistentes, de altaperformance e Sit On Top: nunca mais tenhas receio de ficar pres@ debaixo dum kayak!

Amigos, lembrem-se: somos mais felizes quando andamos de kayak!!

sexta-feira, 2 de agosto de 2013

RPF KAYAKS @ YOUR SERVICE / A RPF KAYAKS EXISTE PARA TI!


News from RPF Kayaks!


RPF Master, Shark, Maori: Sit on Top surf kayaks created by RPF!
No more be afraid of getting stuck upside down in a surf kayak!


Summer is here and we presented our new born representative in the UK, RPF Kayaks UK. If you are in the UK, schedule a demo session! The ones and only finned, lightweight, high performance, sit on top surk kayaks are RPF. And now it is easier to try & buy an RPF in the UK!



In the east coast of the USA there's a fleet of RPF Kayaks in Deerfield Beach. Performing daily demos!  If you live in the USA, give is a shot! And above all, have fun with our kayaks.


Onda Wetsuits 2013 collection is out there! We are already used to Onda's high standards and great design. These are exceptional products at great prices.
Take a peek!


AEE shows up in Portugal in 2013. These "Magicam" Action Cams are excelent high tech products specially designed for action and fit perfectly in our sport. They are now in our range of products at very affordable prices.


The thing we wish the most is that everyone has lots of fun in the sea and also surfing. Good gear should be affordable. Excelent stuff should be within everyones reach.

-------------------------------------------------------------------

Novidades da RPF Kayaks!

RPF Master, Shark, Maori: Sit on Top surf kayaks da RPF!
Porquê ter medo de ficar preso num kayak de pernas para o ar? 

Com a chegada do Verão nasceu a nossa nova representação, a RPF Kayaks UK. Se está no Reino Unido, visite o site e marque uma sessão demo! Os únicos kayaksurf sit on top de baixo peso, elevada rigidez e de alta performance são RPF.
Agora é mais facil comprar um Kayak RPF no Reino Unido!

Na Costa Este do Estados Unidos, em Miami, a RPF Kayaks USA tem uma frota em Deerfield Beach que realiza demos diariamente. Se vive nos Estados Unidos, peça para experimentar mas acima de tudo, divirta-se com os nossos kayaks!

A Onda Wetsuits lançou a sua colecção para 2013. Com os já habituais altos padrões de qualidade e um design muito atractivo, são produtos espectaculares, made in Portugal e com preços estupendos. Consulta-nos!


A AEE quer dar-se a conhecer em Portugal. As Action Cams Magicam são produtos de excelência em tecnologia, simplicidade e durabilidade. Esta oferta de confiança com preços imbativeis convenceu-nos a introduzir estas camaras na nossa gama de produtos. As camaras da AEE têm o nosso voto!


Aquilo que mais desejamos é levar o mar, surf e a diversão a todos.

O Bom não tem que ser caro. O Excelente não tem que ser inacessível.

quarta-feira, 10 de julho de 2013

25 ANOS COM FIBRAS / 25 YEARS WORKING WITH FIBERS



ENGLISH VERSION BELOW

Vinte e cinco anos são uma quantidade apreciável de tempo. E é há essa quantidade de tempo que Rui Fonseca, Mr RPF, trabalha profissionalmente com fibras, compósitos e afins.
Um grupo de amigos decidiu fazer-lhe uma surpresa: no dia 11 de Abril aparecemos-lhe de rompão na "Chafarica"e brindámos com espumante fresquinho enquanto o premiámos com uma placa alusiva á efeméride.
Aproveitámos para registar uma conversa que, pela curiosidade, publicamos.

Rui, grande surpresa?
E pá estou sem palavras, vocês são uns fofinhos!

Por favor seca as lágrimas, vamos conversar um bocadinho e dar um tom mais oficial pode ser?
Ok.

Rui, vinte e vinco anos já impõe respeito! Diz-nos duas coisas: como é que consegues lembrar-te do dia exacto?
Muito provavelmente, no dia 11 de Abril de 1988 eu não tinha preocupações.

Fala um bocadinho sobre a tua evolução,  sobre o que foste trabalhando, outras áreas de negócio, equipamentos, industria.
Yeap.... como comecei, o gosto que tive, como evolui.
Comecei pela canoagem na Associação Naval 1º de Maio, levado por amigos e pelo professor Vilela, de quem perdi o rasto. Fiquei doido. Passou-se algum tempo até que comecei a trabalhar com as fibras. Ao bichinho da canoagem juntou-se uma apaixonante sensação de criar. Entretanto, o tempo passou e tive uma passagem pela tropa. Quando regressei, estableci a RPF em 1993. Faziamos fundamentalmente produtos para turismo – que hoje são em plástico. Mais tarde, envolvi-me num projecto de desporto aventura; colaborei em alguns projectos industriais e fui formador.

E a especialização em kayaksurf?
Em 2007 aprofundou-se o meu envolvimento na manutenção industrial de pás eólicas. Isso representou uma aprendizagem técnica e científica brutal, designadamente nos compósitos high tec.
Foi por essa altura que nasceu o Shark.

Esse foi um marco importante...! De onde veio o Shark?
O Shark é a materialização, atrevés de uma fusão de conceitos técnicos, de uma necessidade de existir um Sit On Top de alta performance para surf. Andava eu, num belo dia, a surfar na Praia do Cabedelo, num kayak de aguas bravas. Ao realizar um apoio, apoiei mal e, com a violência, desloquei o ombro. Fiquei, assim, preso no kayak e sem conseguir ejectar-me.
Safei-me daquilo e não descansei enquanto não tive nas mãos aquilo que veio a ser o Shark. Curiosamente, o desenvolvimento do shark foi acompanhado por pontos de vista totalmente simétricos: por um lado, fui massacrado com o que eu não queria ouvir, que era um desperdicio de tempo e dinheiro, que o projecto não passaria de uma teimosia; por outro lado, eu acreditava num conceito inovador e que poderia abrir portas ao kayaksurf a todos que o desejassem practicar.

... e hoje temos a RPF nos quatro cantos do mundo, com esses produtos.
Fizémos ainda uma versão maior, o Master para utilizadores maiores e que dispara em tudo o que é onda; e o Maori, mais pequenino.

Como tens passado pela crise?
Esta depressão económica tem sido terrível para toda a gente e eu não sou excepção. Temos buscado argumentos para dar a volta.


Como vês o futuro? Tens aí alguma coisa a sair da manga?
O futuro passará necessariamente pelo alargamento dos mercados. Criámos e possuimos kayaks de surf sit on top que são únicos. A sua rigidez aliada á leveza e possibilidade de altas performances tornam-nos excelente portas de entrada no kayaksurf! Qualquer pessoa surfa e diverte-se num Shark ou num Master ou num Maori! Os Kayaksurf Sit On Top são RPF! Temos que conseguir chegar a todos os que nos procuram.

Por outro lado, temos vindo a desenvolver um produto para uma zona do mercado em que a RPF ainda não estava presente: um IC. Tem sido um desafio, trocamos quinhentas opiniões, realizamos mil desenhos, shapamos cinco mil. Mas a equipa anda estimulada com a coqueluche! - que, neste momento, não passa de um inerte cheio de riscos mas em breve ganhará cor e brilho e vida.


Rui, obrigado e desejamos-te a melhor sorte do mundo: tu mereces!


ENGLISH VERSION 

Twenty-five years are an quite amount of time! And this id fr how long Rui Fonseca, Mr RPF works professionally with fibers, composites and this kind of stuff.
A group of friends decided to make him a surprise: on April 11 we popped up in the so called  "Chafarica" ​​ and toasted with champagne while we awarded RPF with a plaque commemorating will ephemeris.
We took advantage to record a conversation that we now publish.

Rui, big surprise?
I’m speechless, pumpkins!

Please dry your tears, let's talk a little bit and take this a little bit serious, ok dude?
Ok

Rui, twenty five years means respect! Tells us a couple of things: how can you mark the exact day?
It was on April 11. Most likely, on April 11, 1988 I had no worries.

Let us know a little bit about your evolution, about what you were working on; other business areas , industry.
Yeap ... as I began, I had the taste, how it evolves.
So I started canoeing at the Associação Naval 1 º de Maio, taken by friends and teacher Vilela, who lost the trail – and it was love at first sight. Some time passed till I started working with fibers. Moreover I got this passionate feeling for creating boats. However, some time ater I had to join the army. When I returned, I established RPF in 1993. For starters. We mdke products primarily for tourism - which today are plastic you know. Later, I became involved in an  adventure sport project; and latter I workedin some industrial projects.

And how did you become specifically involved with surfkayaking?
Well, in 2007 I was involved in maintenance and repair of industrial wind blades. This was a brutal technical and scientific learning, particularly in high tech composites.
It was around this time that the Shark was born…

This was an important milestone ...! Where did the Shark come from?
The Shark is the materialization, through a fusion of technical concepts, of a need for a Sit On Top as a high performance surfing boat.
So on this beautiful day I was surfing in the Cabedelo Beach, using a white water kayak. But in a roll I dislocated my shoulder and I got trapped in the kayak, unable to eject.
I got off of it and did not rest until I had hands on what came to be the Shark. Interestingly, the development of the shark was accompanied by views totally symmetric: on one hand, was massacred with what I did’nt want to hear: that it was a waste of time and money, the project was no more than stubbornness of mine; and secondly I believed in an innovative concept that could open doors to kayaksurf to everyone who wished practicing. And it did.

... and today we have the RPF in the four corners of the world with these products.
We made also a larger version, the Master to users maiorese shooting everything wave, and the Maori, little more.

How have you been for the crisis?
This economic depression has been terrible for everyone and I am no exception. We fetched arguments to get around.

How do you see the future? Are there any news?
The future will necessarily pass by expanding the markets. We have developed and created surf kayaks sit on top that are unique. Their lightness and stiffness allied to the possibility of high performance make them excellent entry doors in kayaksurf! Anyone can surf and play with a Shark or a Master or a Maori! The Kayaksurf Sit On Top is RPF! We have to meet the needs of all that seek us.

Moreover, we have developed a product for a market area in which the RPF was not yet present: an IC. It has been a challenge, five hundred brainstormings, housands of drawings, dozens of shapes. But the team is stimulated with the new toy! - Which, at this point, is nothing more than piece of shaped stone full of risks but that will soon gain color and brightness and life. I hope kayaksurfers like it. It’s for them.


Thanks Rui! Best of luck! You deserve it!

terça-feira, 11 de junho de 2013

O SURF É PARA TODOS!

O Mar, o Surf, a Diversão! São para todos!





sexta-feira, 26 de abril de 2013

RPF GOES MOOO IN THE U.S.A.

This morning we woke up with these words that made us very proud of our lattest shippment to the USA:





"So I took this for a test drive this morning. I need to adjust one foot block a little, but this boat has the most smooth, stable ride I've ever felt in a composite surf boat.. As Gerry has said it's very forgiving but it is also tons of fun even on late takeoffs in crappy Florida surf. I love it. Rui Fonseca - this is a great kayak!"

SPIN is RPF's high performance sit in surfkayak. We have sent a few to a little bit all over the world and have received excelent feed back. SPIN is very agile and maneuvrable, a great buddy to have fun on waves.

Set RPF SPIN as your default kayak!


Check out some more RPF SPIN footage.

terça-feira, 19 de março de 2013

YOU'RE HAPPIER WHEN YOU KAYAKSURF

This is the second conversation we've had with an RPF Shark Kayaksurfer. We want to give you the idea that the average guy will have great surf in our lightweight, finned, sit on top surf kayaks. This is supposed do demistify the picture of kayaksurf being an elite & very radical sport. We mean YES it is radical! ... and its for everyone!!

Again we appologize for not giving this a decent translation to english but we have our limits. So please stay with us a and use Google Transtations or something similar. Thank you!


Esta é a segunda conversa que temos com um amante das ondas e que usa uma das nossas máquinas poderosas. Pretendemos transmitir uma ideia de desmistificação do kayaksurf e, sobretudo, que com os nossos Sit On Top (Maori, Shar e Master) todas as pessoas, sem excepção, poderão divertir-se imenso e até obter elevadas performances técnicas em kayaksurf!

Encontrámos o Miguel Vieira na Praia do Hospital, num Domingo em que o tempo tremeu e o mar se agitou tremendamente. Foi a oportunidade para recolher o testemunho deste rider, todo partido de uma surfada muito cansativa e já sem forças para evitar a nossa equipa de reportagem.

Miguel Vieira, diz-nos quem tu és.
Olá sou o Miguel Vieira, 43 anos natural da Figueira da Foz e as coisas que mais gosto na vida são de viajar, fazer desporto, cinema e jardinagem...enfim de preferência atividades ao ar livre, por forma a poder disfrutar do magnífico clima que o nosso País nos proporciona.

que te levou a iniciar a práctica do kayaksurf? Foram amigos que te desencaminharam, já tinhas curiosidade...?
Bem, foi um misto. Isto é comecei há três anos, por influência de um amigo já practicante desta modalidade, o João Paulo (JP). Mas há muito tempo que pretendia iniciar. Bastava ver os Riders a "brincar" nas ondas do Costa-Buarcos, para ficar cheio de vontade para um dia me aventurar - e assim foi. Como não tinha de KayaK, o meu amigo JP fez o favor de me apresentar ao famosíssimo Rui Pedro Fonseca, vulgo,  Leitinho, o patrão da RPF Kayaks, que gentilmente me emprestou os meios necessários para o meu baptismo.

Então e como foi esse baptismo? Conta lá como foi a primeira vez!
A minha primeira vez foi há 3 anos, na Kayaksurf Session na Figueira da Foz, num velhinho Ocean Kayak  duplo, curiosamente com o Rui Fonseca. Fiquei imediatamente rendido. De seguida, e após um período de adaptação, passei para um RPF Master que já permitia disfrutar da modalidade de outra maneira. Atualmente possuo um SHARK da RPF.

Como ves a modalidade em Portugal e no mundo? 
A nível internacional, julgo que esta modalidade está em franco desenvolvimento, nomedamente em Países  como Austrália, Brasil,Argentina, África do Sul, entre outros.  No que me é dado a conhecer, estes países apostam muito na formação de atletas, com objetivo de competição, o que facilita o acesso a todos e em especial aos jovens, através de centros de formação ou escolas vocacionadas para a prática da modalidade. Em Portugal, a situação parece-me algo diferente, são poucas as escolas, o que não facilita o acesso à prática do Kayakurf, mas a modalidade tem tudo para poder crescer em Portugal, bons praticantes, excelentes fabricantes, boas condiçoes de mar e clima, por isso haja vontade....!

Porquê a escolha da RPF?
Respondo-te com três palavrinhas apenas: Sit On Top.
Por ser acessível, bom material e já ser uma marca de refência com provas dadas, quer no mercado nacional, quer internacional. Ok, nós não andamos na água as fazer aéreos nem coisas mais ousadas. Mas graças aos Sit On Top da RPF, conseguimos practicar um kayaksurf que já consideramos decente.

Então mas não fazes aéreos e manobras mais maradas porquê?
Olha... eu respondia-te..... Faz lá a próxima pergunta!

Quais os teus objectivos em termos de práctica da modalidade?
Disfrutar ao máximo, participar em algumas provas, sem o objetivo da competição, mas com o objetivo de adquirir experiência e conhecimentos. Gostava também de poder fazer este ano uma mini SurfTrip pela Costa Vicentina...vamos ver se será possível. Em relação aos modelos de Kayak, por agora fico-me pelo Shark que me parece um excelente equipamento e que atualmente corresponde aos meus objetivos, no futuro quem sabe se não me aventurarei noutro(s) modelo(s), embora uma coisa seja certa, seja ele qual fôr o carimbo será sempre da RPF.

Olha que bela publicidade! Miguel, queres deixar algum comentário final, sugestões, críticas?
Não hesite. Experimente. Vai ver que não vai doer nada e não se esqueça de que a vida é mais feliz quando você Surfa.

Olha que bonito! Posso colocar esta última frase com letras grandes?
Não.





Do not hesitate. Give it a shot. It won't hurt. Remember this: you're happier when you kayaksurf


sexta-feira, 1 de março de 2013

RPF & FIGUEIRA KAYAK CLUBE & TRIATHLON


Desde a primeira hora, a RPF acarinhou a parceria com o Figueira Kayak Clube (FKC) e têm sido diversas as ocasiões em que o apoio mútuo tem acontecido.
EM 2012, o FKC decidiu, e em boa hora o fez, realizar uma primeira edição de um Triatlo especial: por um lado, sem uma vertente competitiva explícita, vocacionado para a confraternização e disputa saudável do desafio, bem como o convívio entre apaixonados pelo desporto e pela canoagem; por outro lado, introduziu-se, enquanto modalidade de água, a canoagem! Esta, foi muitíssimo bem recebida pelos participantes e assistentes: a experiencia da canoagem  e, em particular, a navegação no Estuário do Mondego foi uma experiência linda e, de alguma forma, foi mesmo uma supresa agradável surgirem os kayaks num Triatlo.

Foi com muito agrado que assistimos ao desejo de o FKC realizar uma segunda edição em 2013 e foi um enorme prazer a RPF ter recebido o convite para participar enquanto patrocinador. A edição que agora se prepara vai crescer substancialmente face á transacta, pelo que a responsabilidade e a expectativa são maiores! Ainda bem!

Finalmente as inscrições estão abertas! Vai ser uma experiência inesquecivel! Participem!



RPF has cherished a very special partnership with Figueira Kayak Clube (FKC) since day One and we have being working together in some great events!

In 2012, FKC organized a very special Triathlon event. One one hand this was dedicated to socializing and a very healthy dispute took place; on the other hand, they introduced canoeing in the Mondego estuary and river mouth. What a big surprise this was for the participants! This was such a beautiful experience!

So they now decided to perform a second edition and RPF will be there. Be prepared to live a great biking, running and canoeing experience, to cross beautifull landscapes and have a fantastic typical meal by the pool with the town under your feet.

Keep this in mind: this is leveled for everyone, you don't have to be a "Rambo".

If you are from abroad, FKC as arranged very nice prices in the Serra e Mar Hotel as well as there will be the possibility to rent bike at affordable prices.

Take the chance! Visit Portugal! Visit Figueira da Foz!